De Olho na Amazônia

As tribos da Amazônia são também foco do Centro de Estudos Globais Indígenas, fazem parte do que se chama de Quarto Mundo e são membros integrais da Cerimônia do Nascer do Sol em Alcatraz. E para promover seus direitos existe uma organização sem fins lucrativos que tem feito um trabalho notável: a Amazon Watch.

Fundada em 1996 e operando a partir de São Francisco na Califórnia, o objetivo da Amazon Watch é proteger a floresta tropical partilhada pelos estados nação do Brasil, Colômbia, Equador e Peru. A organização trabalha diretamente com as comunidades indígenas, outras organizações não governamentais, e com cidadãos que se preocupam. Atualmente as suas ações principais focam em acabar com projetos de energia poluente, levados para a bacia da Amazônia pelas construtoras de barragens e pela indústria do petróleo. A Amazon Watch observa cerca de 400 grupos indígenas que lutam pela sua existência na região e “acredita que a autodeterminação dos povos indígenas é essencial” uma vez que “o conhecimento, culturas e práticas tradicionais indígenas contribuem imensamente para uma preservação justa e para a sustentabilidade da terra.”

Entre os seus colaboradores incansáveis está Maíra Irigaray, que a conTRAmare.net se orgulha de contar entre seus autores. Advogada internacional e coordenadora do programa para o Brasil da Amazon Watch, ela não faz concessões políticas no que diz respeito às lutas pela sobrevivência de grupos indígenas atualmente ameaçados pela construção da barragem de Belo Monte. Incondicionalmente, e pela defesa de uma região de onde ela própria é nativa.

%d blogueiros gostam disto: